PERGUNTAS FREQUENTES

Nesta página disponibilizamos as principais dúvidas sobre os produtos e instrumentos fiscalizados e verificados pelo Ipem-SP.

Se a sua dúvida é sobre boletos, taxas, autos de infração ou similares, clique aqui.

 

INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO

 

APARELHO DE PRESSÃO ARTERIAL (ESFIGMOMANÔMETRO)

BAFÔMETRO (ETILÔMETRO)

BALANÇA

BOMBA DE COMBUSTÍVEL

CAMINHÃO-CAÇAMBA (CARROCERIA PARA CARGA SÓLIDA)

CAMINHÃO-TANQUE

CRONOTACÓGRAFO

DENSÍMETRO

HIDRÔMETRO

RADARES E BARREIRAS ELETRÔNICAS (MEDIDOR DE VELOCIDADE)

METRO COMERCIAL

TAXÍMETRO

TERMÔMETRO CLÍNICO


PRODUTOS PRÉ-MEDIDOS

 

BOTIJÃO DE GÁS

OVOS DE PÁSCOA

PADRONIZAÇÃO DA QUANTIDADE DE PRODUTOS

PAPEL HIGIÊNICO

PESCADO CONGELADO

RÓTULO DOS PRODUTOS EMBALADOS

 

PRODUTOS CERTIFICADOS

 

BRINQUEDO

CABOS, CORDÕES E FIOS ELÉTRICOS

CADEIRINHA DE PROTEÇÃO PARA CRIANÇA (VEÍCULAR)

CAPACETE MOTOCICLISTA

EXTINTOR DE INCÊNDIO

ISQUEIRO

PADRÃO BRASILEIRO DE PLUGUES E TOMADAS

PANELA DE PRESSÃO

PRODUTO TÊXTIL

SERINGA PARA INSULINA

 

 


  

 

APARELHO DE PRESSÃO ARTERIAL – ESFIGMOMANÔMETRO


- Onde posso verificar o meu aparelho de pressão arterial?
Para a verificação anual obrigatória de seu esfigmomanômetro, consulte a Delegacia de Ação Regional do Ipem-SP mais próxima (veja os endereços aqui).


- Será que o aparelho de pressão arterial do meu médico está medindo corretamente?
Os aparelhos de medir pressão arterial (esfigmomanômetros) precisam ser verificados pelo Ipem, obrigatoriamente, pelo menos uma vez ao ano. Aparelho verificado apresenta marca de verificação (selo do Inmetro) com o ano de validade. Peça para quem irá medir a sua pressão que lhe mostre o selo do Inmetro no aparelho.


Saiba mais sobre o Medidor de pressão arterial:
https://ipemsp.wordpress.com/2011/10/17/o-esfigmomanometro-e-o-termometro-clinico/  

 

 

BAFÔMETRO - ETILÔMETRO 

 

- O bafômetro usado pela polícia é confiável?
Sim! Os bafômetros utilizados pelos policiais são verificados pelo Ipem-SP e, portanto, apresentam medições corretas.

Ouvi dizer que tomar vinagre, comer cebola, chupar pastilhas de leite de magnésia ou comer banana depois de ingerir bebida alcoólica pode enganar o bafômetro. Isso é verdade?
Não! O etilômetro mede a concentração de álcool presente no ar alveolar, isto é, o ar exalado pelos pulmões. Quando alguém toma bebida alcoólica, esta vai para o sangue, que é conduzido aos pulmões justamente para que haja troca de gases: entra oxigênio e sai gás carbônico. Nessa troca, parte do álcool presente no sangue acaba evaporando (o álcool é muito volátil) e se mistura com o ar exalado na respiração. Quando o motorista supostamente alcoolizado sopra o bafômetro, o ar reage com substâncias químicas específicas dentro do aparelho. Ou seja, não é pelo cheiro que o etilômetro detecta álcool.

 

Saiba mais sobre o bafômetro aqui

https://ipemsp.wordpress.com/2010/06/28/bafometro/  

 

 

BALANÇA

 

Como posso saber se a balança pesa corretamente?
Observe a presença do lacre amarelo do Inmetro e a marca de verificação (selo do Inmetro) com o ano de validade. Observe, também, se o prato da balança está limpo (sem água, papel, terra ou qualquer corpo estranho.  Antes do operador iniciar a pesagem, veja se a balança está marcando “zero” no viso e no preço a pagar. O peso das embalagens (saco de papel, bandeja, prato etc.) não pode ser computado! O produto deve ser pesado sem embalagem, ou ter o seu peso descontado.

 

- Como proceder caso eu desconfie que a balança está errada?
Você pode denunciar o estabelecimento ao Ipem-SP. Ligue para a Ouvidoria do Ipem-SP pelo telefone 0800.013.05.22 ou mande um e-mail para ouvidoria@ipem.sp.gov.br e relate o caso. Uma equipe de fiscais do Ipem-SP irá verificar o instrumento e você poderá, se quiser, ser informado do resultado.
 

- Balança de cozinha pode ser usada no comércio? E balança de mola?
Não! Apenas as balanças com modelo aprovado pelo Inmetro podem ser utilizadas em transações comerciais. As balanças de uso doméstico (balanças de cozinha) e as balanças de mola (dinamômetros) não são aprovadas pelo Inmetro e não podem ser usadas no comércio.

 

- Como é feita a fiscalização das balanças no comércio?
Equipes de fiscais percorrem todos os estabelecimentos comerciais que utilizam balanças para verificar se estão pesando corretamente. Veja o vídeo sobre como é feito.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/05/31/como-e-feita-uma-fiscalizacao/

 

- Por que as balanças são verificadas pelo IPEM?
A verificação metrológica tem por objetivo constatar a conformidade da balança com o modelo aprovado pelo Inmetro e verificar se o instrumento mede corretamente, ou seja, se apresenta resultados dentro os erros máximos permitidos.

- O que o IPEM inspeciona quando verifica uma balança?
Além de verificar se o instrumento está em conformidade com o modelo aprovado pelo Inmetro, a balança é submetida à inspeção visual onde são verificados o plano de selagem (lacres), as marcas de verificação (selos do Inmetro), a conservação do instrumento e sua correta instalação. São realizados os seguintes ensaios de desempenho metrológico: Erros de indicação; exatidão dos dispositivos de zero e tara; fidelidade; excentricidade de carga e mobilidade.

 

- A balança pode ser verificada antes de terminado o prazo de validade?
Sim. A marca de verificação subsequente (selo do Inmetro) informa apenas o ano de validade da balança. Nada impede, entretanto, que o instrumento seja verificado a qualquer tempo, quer em mês diferente daquele em que se fez a verificação anterior, quer em verificação eventual após manutenção do instrumento ou em atendimento à demanda do consumidor.   

 

- Por que é preciso pagar uma taxa para a balança ser fiscalizada?
A Fiscalização não é cobrada! Ela diz respeito ao procedimento administrativo que é aplicado caso a balança esteja irregular. Já a verificação metrológica diz respeito aos ensaios e demais procedimentos técnicos realizados para avaliar a adequação do instrumento aos regulamentos. Esse procedimento é cobrado conforme Tabela Taxas de Serviços Metrológicos (Lei 9933/1999).

 

- Onde solicito a aferição (verificação metrológica) da balança?
No Estado de São Paulo a solicitação pode ser feita na Delegacia de Ação Regional que atende à sua cidade ou o seu bairro. Acesse aqui os endereços.

 

- Onde posso consertar minha balança?
As balanças só podem ser consertadas e manutenidas em oficinas credenciadas junto ao Ipem-SP. Apenas os técnicos registrados estão autorizados a romper os selos do Inmetro (lacres amarelos) e substitui-los pelos lacres da empresa de manutenção credenciada. Após a manutenção a empresa aplica no instrumento uma marca (Selo REPARADO), que será substituída pela marca do Inmetro na primeira verificação realizada pelo Ipem.

 

- Como fazer para credenciar minha empresa de conserto e manutenção de balança
Acesse aqui a página do site do Ipem-SP com todas as informações a respeito.  

  

 

 

BOMBA DE COMBUSTÍVEL

 

- Como devo agir ao abastecer o veículo num posto de serviços?
Desça do veículo e acompanhe o abastecimento. Os indicadores de volume e preço da bomba de combustível deverão estar zerados antes do início do abastecimento. Verifique se o valor do litro indicado na bomba confere com os valores indicados nos painéis de preços dos combustíveis. Quando a bomba é ligada, observe se ocorre um avanço nos indicadores de volume e preço antes do início do abastecimento. Se isso acontecer, recuse o abastecimento, pois talvez a mangueira se encontrava vazia e você irá pagar por combustível que não lhe será fornecido, que pode chegar a 1,5 litros.

 

- O que fazer caso eu desconfie que a bomba está entregando menos combustível?
Peça ao gerente do posto que confira a bomba na sua presença, utilizando a medida de 20 litros verificada pelo Ipem-SP (medida aprovada tem selo e lacre amarelo no visor). O erro máximo permitido para 20 litros é de 100 ml (100 mililitros), ou seja, quando a bomba de combustível marcar 20 litros, a medida de volume não pode apresentar valor inferior a 19,90 litros. Se o volume estiver errado, ou houver recusa em fazer o ensaio, entre em contato com a Ouvidoria do Ipem-SP pelo telefone 0800.013.05.22 e denuncie.

 

- E se eu desconfiar que o combustível está adulterado?
O Ipem-SP não atua na área da qualidade do combustível. Essa prerrogativa é da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que atende reclamações de consumidores pelo telefone 0800 970 0267. Visite o site: http://www.anp.gov.br/

 

- Como saber se o posto de combustível é confiável?

Habitue-se a abastecer seu veículo em posto de combustível conhecido; informe-se com outros clientes; evite promoções que ofereçam preços muito abaixo da concorrência; dê preferência aos postos de combustível operados por empresas idôneas. 

 

- Como é feita a fiscalização das bombas de combustíveis nos postos de serviço?
Equipes de fiscais percorrem todos os postos de serviço e verificam se as bombas estão medindo corretamente.

Assista aqui um vídeo sobre como isso é feito.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/06/21/como-o-ipem-sp-verifica-a-bomba-de-combustivel-do-posto/

 

- Queria saber se os mitos sobre a melhor hora de abastecer, ou sobre evitar abastecer quando tem um caminhão-tanque no Posto, são verdadeiros?

 

Saiba mais sobre alguns “mitos” na hora de abastecer, aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/05/21/abastecer-o-carro-dicas-e-mitos/  

 

 

 

CAMINHÃO-CAÇAMBA (CARROCERIA PARA CARGA SÓLIDA)

 

Como sei com quanta areia o caminhão está carregado?
A caçamba desses caminhões é uma medida materializada de volume, e está sujeita ao controle metrológico legal. A sua capacidade útil é conferida e verificada pelo Ipem-SP. Dentro da caçamba existem marcas de referência que indicam até onde ela precisa ser enchida para conter o volume correto.


Saiba mais aqui.
https://ipemsp.wordpress.com/2020/06/15/carrocaria-para-carga-solida/  

 

 

 

CAMINHÃO-TANQUE

 

- Como o dono do posto sabe quanto combustível tem no tanque do caminhão que faz a entrega do produto?

O tanque desses caminhões são, na verdade, medidas de volume verificadas pelo Ipem-SP. Quando o gerente do posto recebe o combustível, abre as bocas de inspeção dos tanques (as escotilhas em cima do tanque) onde existe uma referência de nível. O nível do combustível precisa tocar essa referência para conter a quantidade correta.

 

Saiba mais aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2011/02/10/verificacao-de-caminhao-tanque/  

 

 

 

CRONOTACÓGRAFO

 

- Que tipo de caminhão é obrigado a usar o tacógrafo?

Os veículos de carga com peso bruto acima de 4.536 quilogramas e os veículos de passageiros com mais de 10 lugares são obrigados pelo Código de Trânsito Brasileiro a possuir cronotacógrafo. Ele registra dados importantes em um disco diagrama ou fita diagrama num período de tempo mínimo de 24 horas. Os cronotacógrafos têm que ser, obrigatoriamente, aprovados pelo Inmetro e submetidos à verificação metrológica.

 

Saiba mais aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/05/18/cronotacografo/  

 

 

 

DENSÍMETRO

 

- Para que serve um densímetro?

Como o próprio nome diz, o densímetro serve para medir a grandeza densidade, que é a relação entre o peso e o volume de um corpo. O densímetro é usado nos laboratórios, na indústria e até nas bombas de combustível dos postos de serviço .

Saiba mais sobre o densímetro aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2015/11/09/o-densimetro-veja-para-que-serve/

 

 

HIDRÔMETRO

 

- Acho que o medidor de água está marcando mais do que devia. O que preciso fazer?

Reclame junto à empresa distribuidora de água. Se a empresa não reconhecer que houve erro de leitura e você não ficar convencido, pode recorrer ao Juizado Especial Cível (pequenas causas). Caso não haja conciliação, o juiz pode determinar o encaminhamento do hidrômetro ao laboratório de vazão Ipem-SP, para perícia.

 

- Como se faz a leitura do relógio de água (hidrômetro)?

Veja aqui como fazer: https://ipemsp.wordpress.com/2020/08/10/hidrometro/  

 

 

 

MEDIDOR DE VELOCIDADE (RADARES E BARREIRAS ELETRÔNICAS)

 

 

- Quem confere se o radar está certo?

Os medidores de velocidade para veículos automotores, popularmente conhecidos como “radares” são instrumentos usados para monitoramento do trânsito. Aqui no Estado de São Paulo esses instrumentos são obrigatoriamente verificados pelo Ipem-SP antes de serem colocados em operação (verificação metrológica inicial) e após instalados ou em uso pela autoridade policial (verificação metrológica subsequente) a ver se estão medindo corretamente.

Saiba mais sobre esses instrumentos aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/06/30/medidores-de-velocidade-radares/

 

 

- Como sei se o radar verificado pelo Ipem está na validade?

Para que as multas emitidas prosperem, o medidor de velocidade precisa ter sido verificado e aprovado pelo Ipem-SP, e estar dentro do prazo de validade.

Para saber se o medidor de velocidade está dentro da validade, acesse aqui o PSIE – Portal de Serviços do Inmetro nos Estados. https://servicos.rbmlq.gov.br/Instrumento  

 

 

 

METRO COMERCIAL

 

 

- O metro pode ser pregado no balcão?

Não! O metro comercial não pode estar afixado ao balcão, e nem mesmo marcado sobre ele. Verifique, na hora de comprar tecido ou outro produto semelhante, se o metro comercial está torto ou faltando as proteções das extremidades.

Saiba mais sobre o metro comercial aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/01/20/o-metro-comercial/  

 

 

 

TAXÍMETRO

 

 

- Como saber se o taxímetro está marcando o valor certo da corrida?

Os taxímetros são verificados anualmente pelo Ipem-SP. São lacrados (lacre amarelo) e recebem um selo adesivo com o ano de validade. Recuse taxi com taxímetro sem lacre ou selo do Inmetro.

Saiba mais sobre taxímetro aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/05/25/taximetro/

 

- Quem determina o valor da tarifa cobrada no taxímetro?
O serviço de táxi é regulamentado pelas prefeituras municipais. Assim, o valor das tarifas é determinado pelas prefeituras.

 

- O taxista pode ligar o taxímetro antes de pegar o passageiro?

Não! O taxímetro deve ser ligado apenas quando o passageiro entrar no táxi. Nesse momento o taxímetro deve exibir, no visor, o valor da tarifa inicial (bandeirada).

 

 

- Posso consertar meu taxímetro em oficina credenciada pelo Inmetro de outro Estado?

Sim. A autorização concedida às oficinas permissionárias tem abrangência nacional (item 6.2 da Portaria Inmetro 65/2015), de modo que podem reparar taxímetros de outras localidades que não apenas aquelas da sua circunscrição.

 

 

- Por que os táxis da minha cidade não tem taxímetro?

A Lei Federal 12.468 de 26/08/2011 torna obrigatória a adoção de taxímetros nos táxis que trabalham em municípios com mais de 50.000 habitantes! Em cidades com menos habitantes, o uso do taxímetro é opcional.

Saiba mais aqui. https://ipemsp.wordpress.com/tudo-sobre-taxi/ 

 

 

 

TERMÔMETRO CLÍNICO

 

 

- Como funciona o termômetro clínico?

Os termômetros clínicos só podem ser comercializados após serem submetidos aos exames exigidos pela legislação metrológica. O Ipem-SP verifica, diariamente, centenas deles.

Veja aqui como funcionam.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/04/12/termometro-clinico-como-funciona-e-o-que-verificar-ao-se-comprar-um/

 

PERGUNTAS FREQUENTES – PRÉ-MEDIDOS

 

- Como eu sei se na caixa de leite tem mesmo um litro?

O leite em caixa tetrapak é um produto pré-medido. O consumidor não tem meios de saber se na caixa de leite tem mesmo um litro antes de comprá-lo. Por isso o Ipem-SP fiscaliza, diariamente, esses e muitos outros produtos embalados, cuja quantidade é determinada sem que o consumidor acompanhe o processo de medição. O produto é levado aos laboratórios do Ipem-SP onde é verificada a sua quantidade. A maioria dos produtos vendidos nos supermercados é pré-medido.

Saiba mais sobre a fiscalização dos produtos pré-medidos aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/03/23/quais-sao-os-criterios-adotados-pelo-ipem-sp-para-fiscalizar-produtos-pre-medidos/#more-1187 

 

 

 

BOTIJÃO DE GÁS

 

 

- Como eu sei se o botijão de gás tem mesmo 13 quilos?

Para conferir a quantidade de gás contida no botijão basta pesá-lo cheio e, depois, descontar o peso do botijão vazio (tara), que é informado na sua alça superior (colarinho). Como esses procedimento não é acessível ao consumidor, o Ipem-SP fiscaliza regularmente o peso dos gás nas distribuidoras e depósitos, a ver se o botijão contém 13 kg de gás.

 

 

- Botijão de gás explode?

 

Não! É muito difícil que isso ocorra. Os botijões de gás de 13 kg; de 8 kg; 7 kg e de 5 kg (todos de uso doméstico) são dotados de plug fusível. Em caso de incêndio esse dispositivo derrete e libera o gás, evitando que o botijão exploda.

 

 

- O botijão de 2 kg é perigoso?

O botijão de 2 kg foi projetado para ser utilizado com fogareiros ou lampiões acoplados diretamente sobre o botijão, de modo que este não tem plug fusível. Isso significa que, em caso de incêndio, ele pode explodir. Por isso, ao utilizá-lo, deve-se colocá-lo sobre superfície plana e estável. A maioria dos acidentes com esse tipo de botijão ocorre por descuido, ou com botijões envasados clandestinamente. É importante adquirir esse botijões apenas em distribuidoras ou depósitos idôneos.

 

 

- O gás de botijão é venenoso?

Não! O Gás Liquefeito de Petróleo, não é tóxico. Mas, por ser mais pesado que o ar, em caso de vazamento ele se acumula próximo ao chão e expulsa o oxigênio do ambiente, podendo causar asfixia. Como o GLP é inodoro, acrescenta-se a ele um produto (o mercaptano) que confere ao gás o seu cheiro característico. Em caso de vazamento, é possível detectá-lo pelo olfato. Assim como o GLP, o mercaptano não é tóxico.

 

 

- Como faço para ligar o botijão ao fogão?

É preciso usar mangueira de gás e regulador de pressão de gás (registro ou click) aprovados pelo Inmetro. A mangueira é transparente com uma tarja amarela e traz a inscrição NBR 8613 e a data de validade. O regulador de pressão tem a marca Inmetro gravada e é válido por cinco anos. Instale o botijão rosqueando a borboleta do regulador na válvula. Não use ferramentas para fazer isso, apenas as mãos. Para ver se há vazamento, faça espuma de sabão e aplique sobre a válvula. Se borbulhar é porque há vazamento. Repita a operação. Caso o vazamento persista, remova o botijão para um lugar ventilado e chame a empresa distribuidora.

Saiba mais sobre botijão de gás aqui

https://ipemsp.wordpress.com/botijao-de-gas/  

 

 

 

OVOS DE PÁSCOA

 

 

- Por que ovos de páscoa com números iguais tem peso diferente?

A numeração dos ovos serve apenas como referência para o fabricante. Ou seja, não se pode dizer que um produto com numeração maior pesa mais, pois cada marca adota uma escala diferenciada de tamanho. Na hora de comprar, baseie-se apenas na indicação do peso líquido.  

 

 

PADRONIZAÇÃO DA QUANTIDADE DE PRODUTOS

 

 

- Como funciona a padronização das quantidades de produtos embalados?

Os produtos considerados de grande consumo, ou de primeira necessidade, têm as quantidades padronizadas pelo Inmetro.  A farinha de trigo, por exemplo, só pode ser comercializada em embalagens de 500 g; 1 kg; 2 kg e 5 kg. Essa regra, conhecida como 1-2-5, permite ao consumidor comparar os preços mais facilmente.

Saiba mais sobre padronização de produtos pré-medidos aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/12/01/padronizacao-de-produtos-pre-medidos/  

 

 

 

PAPEL HIGIÊNICO

 

 

- Como sei se o papel higiênico tem mesmo 30 metros?

O papel higiênico é um produto pré-medido, tem as dimensões (largura e comprimento) determinadas na fábrica, sem que o consumidor acompanhe a medição. Não é possível ao consumidor conferir, no ato da compra, se o rolo de papel higiênico tem os 30 metros informados na embalagem. Por isso o Ipem-SP fiscaliza diariamente as muitas marcas de papel higiênico comercializadas no Estado de São Paulo, autuando e retirando do ponto de venda aquelas cujas dimensões não correspondam ao informado na embalagem.

Saiba mais sobre papel higiênico aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2013/04/18/o-indispensavel-papel-higienico/  

 

 

 

PESCADO CONGELADO

 

 

- O que é pescado glaciado?

O glaciamento consiste na aplicação de água, com ou sem aditivos, sobre a superfície do pescado congelado para formar uma camada protetora de gelo que evita a oxidação e a desidratação.

Saiba mais sobre pescado congelado aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/03/08/para-nao-comprar-gelo-por-peixe/  

 

 

 

RÓTULO DOS PRODUTOS EMBALADOS

 

 

Como devo escrever o peso do produto na embalagem?

Esse assunto é extenso. São vários os critérios, que vão desde o tamanho das letras até a grafia correta da simbologia das unidades de medir.

Saiba mais sobre rotulagem aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/04/08/nos-rotulos-a-indicacao-de-conteudo-precisa-ter-padrao/

 

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES - PRODUTOS CERTIFICADOS

 

- O que são produtos certificados?

Os produtos que, em razão do seu uso, podem causar dano à saúde, à segurança e ao meio ambiente devem ser fabricados em conformidade com normas rígidas. São os produtos sujeitos à avaliação compulsória da conformidade.

Saiba mais aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/04/01/entenda-o-que-e-avaliacao-compulsoria-da-conformidade/  

 

 

BRINQUEDO

 

 

Por que eu não posso comprar brinquedo de vendedor ambulante?

Em geral, os brinquedos vendidos pelo comércio informal são de procedência desconhecida e não são certificados pelo Inmetro. Podem conter peças pequenas, cortantes, tintas tóxicas etc. que colocam as crianças em risco. No Brasil os brinquedos devem ser fabricados segundo as normas e precisam ser aprovados pelo sistema de avaliação da conformidade do Inmetro. Brinquedo aprovado recebe um selo do Inmetro e do Organismo de Certificação de Produto.

Saiba mais sobre brinquedos aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2011/09/20/o-dia-da-crianca-esta-chegando/   

 

 

 

CABOS, CORDÕES E FIOS ELÉTRICOS

 

 

- Qual é a diferença entre fio, cabo e cordão elétrico?

Os fios são condutores elétricos formados por um único fio espesso e rígido. Os cabos são formados por diversos filamentos finos, o que os torna flexíveis. Os cordões são os cabos utilizados para conectar os aparelhos elétricos à tomada. Fios, cabos e cordões elétricos estão sujeitos à avaliação da conformidade pelo Inmetro. Na hora de comprar, confira a existência do selo do Inmetro na embalagem.

Saiba mais sobre fios e cabos elétricos aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2020/02/10/fios-e-cabos-eletricos/ 

 

 

 

CADEIRINHA PARA CRIANÇA

 

 

- Como faço para instalar a cadeirinha do bebê no carro?

Antes de tudo, quando for comprar a cadeirinha ou o assento para transportar a criança no carro, observe a existência do selo do INMETRO, pois ele demonstra que o produto foi fabricado respeitando as normas de segurança exigidas.

Para saber como instalar acesse aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/02/24/crianca-no-carro-so-na-cadeirinha/ 

 

 

 

CAPACETE MOTOCICLISTA

 

 

- Qual é o prazo de validade do capacete de moto?

O capacete é um bem durável, não tem prazo de validade. Deve ser substituído após qualquer choque grave, mesmo que não haja danos visíveis. Contudo, alguns fabricantes recomendam que o capacete seja substituído a cada três ou cinco anos, mesmo que não tenha sofrido nenhum choque, pois alegam que a sua estrutura interna sofre deformação e desgaste com o tempo. Esses prazos, porém, são mera sugestão.

Saiba mais sobre o capacete aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/category/avaliacao-da-conformidade/capacete-motociclista/  

 

 

 

EXTINTOR DE INCÊNDIO

 

 

- Quando devo recarregar os extintores de incêndio?

Os extintores com carga de água ou pó químico devem ser inspecionados a cada 12 meses. Essa inspeção é que irá determinar o nível de manutenção pelo qual o extintor deverá passar. Os extintores com carga de CO2 – Dióxido de Carbono devem ser inspecionados a cada 6 meses para verificar se houve perda da carga. Se a perda da carga for superior a 10% o extintor deverá ser recarregado. O ensaio hidrostático nos cilindros dos extintores deve ser realizado a cada 5 anos, ou em menor intervalo se o mesmo tiver sofrido impacto sério.

Saiba muito mais sobre extintores aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/category/avaliacao-da-conformidade/extintor-de-incendio-avaliacao-de-conformidade/ 

 

 

 

ISQUEIROS

 

 

- É verdade que isqueiro descartável pode explodir?

Acidentes ainda acontecem com os isqueiros irregulares, geralmente contrabandeados e vendidos clandestinamente. Esses isqueiros não são fabricados segundo as normas de segurança e regulamentação da avaliação da conformidade. Isqueiros seguros trazem o selo holográfico do Inmetro.

Saiba mais aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2013/03/27/isqueiros/

   

 

 

PADRÃO BRASILEIRO DE PLUGUES E TOMADAS

 

 

- Por que o Brasil precisou adotar um padrão novo de plugues e tomadas?

No Brasil existiam muitos modelos de plugues e tomadas diferentes. Vários deles não eram seguros e podiam causar choque elétrico no usuário e sobrecarga na instalação elétrica por causa de aparelhos projetados para tensões e correntes diferentes, além de desperdício de energia. O Padrão brasileiro foi criado para resolver esses problemas.

Saiba mais aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/category/avaliacao-da-conformidade/padrao-plugues-e-tomadas/  

 

  

 

PANELA DE PRESSÃO

 

 

- Panela de pressão pode explodir?

As panelas de pressão certificadas pelo Inmetro são construídas em respeito às normas de segurança, justamente para não causarem acidentes. Assim, caso a válvula principal fique entupida e deixe de liberar pressão, uma válvula de segurança é acionada e libera vapor, impedindo a explosão da panela.

 

 

- Minha panela de pressão está vazando água pela tampa. O que pode ser?

Provavelmente a vedação está comprometida. Verifique se a tampa foi bem encaixada e, se não resolver, então será necessário substituir o anel de vedação.

 

 

- Minha panela está soltando muita água pela válvula principal.

Isso acontece quando se coloca água acima do nível recomendado pelo fabricante. É muito importante colocar água até o nível indicado e abaixar o fogo quando a panela inicial a fervura.

 

 

- A válvula de segurança da panela levantou e começou a sair água e vapor. Desliguei o fogo e parou de sair. Por que isso aconteceu? Posso usar a panela assim mesmo?

A válvula de segurança é acionada quando a válvula principal não dá conta de liberar a pressão. Isso acontece quando há entupimento nos orifícios da válvula principal, ou o fogo está muito alto e a panela muito cheia. Para voltar a usar a panela, a válvula de segurança deve ser trocada. Verifique também se os orifícios da válvula principal estão desimpedidos. Eles devem ser limpos e desobstruídos regularmente.

Saiba mais sobre panela de pressão aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2012/02/02/panela-de-pressao-nao-precisa-ter-medo/   

                                                                   

            

 

PRODUTOS TÊXTEIS 

 

 

- O que são aquelas porcentagens que aparecem nas etiquetas das roupas? 

A etiqueta têxtil, que é obrigatória em todos os produtos têxteis, exibe cinco tipos de informação para o consumidor: A identificação do fabricante ou importador (nome ou razão social e número do CNPJ; o país de origem; orientação para conservação do produto; uma indicação de tamanho e a composição têxtil. Os percentuais na etiqueta indicam, justamente, a porcentagem de cada tipo de fibra têxtil que compõe o tecido. Essa informação é importante para que o consumidor saiba que tipo de produto está comprando. O Ipem-SP fiscaliza a presença da etiqueta têxtil e a correção dessas indicações.
Saiba mais sobre produtos têxteis aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/05/05/como-funciona-a-fiscalizacao-do-setor-textil-pelo-ipem-sp/

 

 

- O que significam os símbolos nas etiquetas?

Os símbolos dizem respeito às orientações quanto à conservação do produto e informam se existe alguma restrição na hora de lavar, alvejar, secar, passar e limpar profissionalmente.

Acesse aqui o folheto explicativo dos símbolos têxteis. https://ipemsp.files.wordpress.com/2010/02/textil-ipem1.pdf    

 

 

 

SERINGAS PARA INSULINA

 

 Numa seringa, qual é a correspondência entre UI e ml?

No caso da Insulina, uma Unidade Internacional (UI) equivale a 0,01 ml (um centésimo de mililitro) ou 0,01 cm³ (um centésimo de centímetro cúbico). Em algumas seringas, a indicação “centímetros cúbicos” é representada pelo símbolo “cc”. Embora incorreto (o certo é cm³), a equivalência é mantida (0,01 cc = 0,01 cm³ = 0,01 ml = 1 UI).  Porém, essa equivalência entre UI e ml ou cm³ só vale para a insulina. Outros medicamentos podem ter correspondência diferente, porque a UI é tem valores diferentes para cada fármaco.

 

Saiba mais sobre as seringas aqui.

https://ipemsp.wordpress.com/2010/06/08/seringas-para-insulina-cuidados-na-aplicacao/