Ipem-SP verifica opacímetros em São Bernardo do Campo

Ipem-SP verifica opacímetros em São Bernardo do Campo

Ipem-SP verifica opacímetros em São Bernardo do Campo

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça, e órgão delegado do Inmetro, que tem como objetivo defender o consumidor, realizou nesta sexta-feira, 19 de março, a verificação inicial de 11 opacímetros, na Napro Eletrônica Industrial Ltda em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.

Opacímetro é um instrumento utilizado para determinar a opacidade da fumaça gerada por motor de ignição por compressão que é expelida através do cano de descarga e não os gases (hidrocarbonetos, monóxido de carbono e dióxido de carbono) que a compõe. Isso é feito pelo medidor de gases de exaustão veicular.

A legislação de proteção ao meio-ambiente estabelece limites para emissão desses poluentes de modo a proteger a saúde e o meio ambiente. O opacímetro é usado na fiscalização, mas também como ferramenta para diagnóstico de eventuais anomalias do veículo.

O opacímetro é um instrumento de medição sujeito à metrologia legal, conforme determina a portaria Inmetro nº 60/2008 e, portanto, deve passar por verificação inicial, no fabricante, e verificações subsequentes quando em uso: verificação periódica uma vez por ano e verificação eventual após reparo. Por ser um instrumento óptico sofisticado, a verificação metrológica desse instrumento exige expertise do metrologista e o apoio de um de computador com software específico.

Em 2020, o Ipem-SP verificou 704 opacímetros. Sendo 596 na verificação periódica, 94 na inicial e 14 em após reparo.

A verificação inicial de opacímetros

Utiliza-se um conjunto de filtros de densidade neutra adequado ao opacímetro a ser verificado. São filtros fotográficos que reduzem a luz de todos os comprimentos de onda por igual. No caso do opacímetro, esses filtros, cujo coeficiente de absorção é conhecido, são usados para simular os diferentes níveis de opacidade que a fumaça do motor produz na câmara de medição do instrumento.

Exame visual: observa-se as inscrições obrigatórias de acordo a portaria de Aprovação de Modelo.

Ensaio de medição estática: com o instrumento funcionando em modo de medição contínua, utiliza-se programa de computador específico onde as informações técnicas do opacímetro, o código dos filtros e os valores de medição, obtidos em coeficiente de absorção de luz (cuja unidade é m-1), são registrados.

Para realizar o ensaio registra-se a indicação de zero do opacímetro (sem nenhum filtro inserido) no software. Insere-se o filtro de opacidade baixa no opacímetro e registra-se o valor obtido no software. Repete-se a operação com os filtros de opacidade média e opacidade alta. Os cálculos do índice de capacidade de medição de cada filtro, a incerteza expandida do ensaio e a comparação dos erros de medição com os valores da tabela específica são feitos pelo aplicativo. O opacímetro é aprovado se o erro de medição apresentado para cada filtro estiver dentro dos valores admitidos.

 

Ipem-SP

O Ipem-SP é uma autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo e órgão delegado do Inmetro. Com uma equipe de fiscalização formada por especialistas e técnicos, realiza diariamente, em todo o Estado de São Paulo, operações de fiscalizações rotineiras em balanças, bombas de combustíveis, medidores de pressão arterial, taxímetros, radares, capacetes de motociclistas, cadeiras de carro para crianças, peças de roupa, cama, mesa e banho, botijões de gás, entre outros materiais. É seu papel também proteger o consumidor para que este leve para casa a quantidade exata de produto pela qual pagou. Quem desconfiar ou encontrar irregularidades pode recorrer ao serviço da Ouvidoria, pelo telefone 0800 013 05 22, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para: ouvidoria@ipem.sp.gov.br.